Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 29 de junho de 2010

Trilha Sonora - Kick Ass



Gostei muito da trilha sonora do filme Kick Ass, a ser lançado no Brasil em breve.

Diferente das trilhas sonoras de filmes adolescentes atuais, cheias de bandas “indie”, essa vem calcada na eletrônica e no rock puro e simples mesmo.

A bagaça já começa em grande estilo com Prodigy sacudindo a casa com “Stand Up”, uma viagem, dançante, metais afinados para alegrar. Nela vemos que a trilha segue a cartilha Tarantino de ser, diálogos no começo da faixa, destacando passagem do filme.

Logo depois, um desconhecido para mim, mas já ídolo na Europa e EUA, Mika encarna o Kick Ass com a faixa título e faz o impossível, um single de respeito que não tem nada a ver com a proposta sangrenta e mal educada do filme. A música tema tinha tudo pra dar errado, mas é ótima. O tal de Mika pode ser tudo, menos burro. Soube usar a oportunidade e fez uma ótima letra e trabalhou bem a levada da música, agradando a gregos e troianos.

E a qualidade só vai subindo, agora é vez do Primal Scream dar as caras com seu rock às vezes de boa, as vezes nervoso, dançante, eletrônico, contagioso. “Can’t Go Back” é a minha faixa predileta. Aqui começa o lado rock do disco, mas mesmo assim sem lançar mão dos sintetizadores e da batida dançante.

Prodigy marca presença de novo na faixa 4 “Omen”, agora frenético e neurótico como já o conhecemos

E assim vamos passeando por faixas ótimas, por exemplo, “Makes Me Wanna Die” do The Pretty Reckless, a minha grata surpresa do disco.  New York Dolls marca presença com a sempre saborosa “We’re All In Love”. O rei Elvis vem com a clássica “An American Trilogy”.

Já as “esquecíveis” marcam presença com “There’s a Pot Brewin” do pessoal do The Little Ones, chatinha e modorrenta, “Banana Splits” do The Dickies  e “Starry Eyed”  de Elle Goulding que achará seu público no meio do pessoal que curte Mika e afins.

Tem mais, mas nada demais....

Em resumo uma trilha que é honrosa e prima por fugir do lugar comum das trilhas que apostam nas “modinhas”.

Abaixo a sequência do CD















E onde você pode encontrá-la.